Intervales: o Destino para amantes da fotografia

24 de outubro de 2019

materia-foto

O Parque Estadual de Intervales é um excelente roteiro para fotografia de paisagem de floresta, cachoeiras e avifauna. Localizado há aproximadamente 270 km de São Paulo, no Município de Ribeirão Grande, o parque conta com uma estrutura de restaurante e estadia. Além de 42 mil hectares de área protegida de Floresta Atlântica para explorar.

Atualmente são 3 pousadas em funcionamento e um restaurante terceirizado dentro do próprio parque. Dormir dentro de Intervales torna-se um diferencial para os fotógrafos de natureza, pois permite uma maior liberdade e conexão com a natureza.

Das mais de 10 vezes que estive em Intervales, sempre preferi ficar na Pousada Esquilo. O motivo é que a Pousada Onça-Pintada e Pica-Pau tendem a receber grupos grandes e até colégios. Já a Esquilo, por ser menor, recebe normalmente casais, fotógrafos e birders. Além de ter uma sala de convívio e cozinha com geladeira.

Um outro ponto positivo do parque são os guias locais, pois eles são excelentes companheiros de trilha e verdadeiros sábios. Também, são extremamente prestativos, conhecem os bichos de maneira meticulosa e fazem de tudo para que você tenha uma experiência única.

É possível acessar o parque com carros de passeio. Lógico que veículos baixos vão sofrer um pouco com buracos na estrada de chão. Contudo, indo sem pressa, todo mundo chega. Já dentro de Intervales é possível se locomover de carro tranquilamente entre as pousadas e restaurante. Apenas em algumas trilhas específicas um 4×4 e/ou um carro mais alto pode ser necessário.

Fotografia em Intervales

O parque é conhecido como um Hotspot para fotografia de aves, com mais de 400 espécies registradas. Além de uma mata extremamente diversa e exuberante.

Contudo, como já é de se esperar, tirar grandes fotos em Intervales não é uma parada fácil. Como qualquer fotografia em mata fechada, a baixa luminosidade, a densidade da floresta, umidade e terrenos adversos tornam a atividade um desafio.

A primeira dica que dou sobre equipamento para a região é o tripé. Ele será essencial para você tirar fotos dentro da mata. Com este equipamento, você consegue trabalhar uma fotografia mais detalhada. Além de conseguir variar a velocidade da obturadora e derrubar a velocidade do ISO.

Lentes claras podem ajudar para fotografia das aves. Uma lente f/4 ou f/2.8 podem ser melhores nos momentos que exigem mais agilidades nas fotos. Contudo, é perfeitamente possível usar as mais escuras, como f/5.6.

Itens indispensáveis para levar são:

  • Capa de Chuva;
  • Cantil de água;
  • Perneira para cobra;
  • Bota de trilha;
  • Barras de cereal;
  • Lanterna;
  • Cartão de memória extra;
  • Lentes para paisagem;

Prepare-se para caminhar e aproveitar a boa estadia no local. Acorde antes do amanhecer e inicie as trilhas na mata com o sol nascendo. Sinta a beleza da floresta acordando e a luz maravilhosa que surge entre as árvores.

Vale dizer que próximo de Intervales tem também outros lindos locais, como o Parque do Zizo, em São Miguel Arcanjo.

Para mais informações sobre o Parque de Intervales acesse o site. Ou entre em contato no meu email victor@vchahin.com.br

Victor Chahin – Outubro/2019